Apresentação

  • Roberto Martínez Santiago Organización de Estados Iberoamericanos para la Educación, la Ciencia y la Cultura (OEI)

Resumen

Os últimos dez ou quinze anos têm sido, para a Ibero-América, tempos de reformas educacionais. Uma extensa série de processos desse tipo tem afetado quase todos os aspectos relacionados com a educação na maioria dos países da região.

Questão controversa desses processos, que está entre os motivos que explicam alguns casos em que não se alcançaram os objetivos previstos, encontra-se nos mecanismos de participação e de consenso com os diferentes atores educacionais.

Esta circunstância resulta suficiente, em nosso entender, para reconsiderar a necessidade, a possibilidade e a conveniência de estabelecer as condições de ordenamento dessas políticas (de Estado), que, por sua transcendência ou por sua implicação de múltiplos atores, superam os marcos institucionais próprios da gestão e da administração técnico-burocrática dos sistemas.

Estaríamos na presença do que se conhece como acordos ou pactos pela educação, que reconhecem antecedentes significativos em alguns países ibero-americanos.

A seção monográfica deste número da Revista Ibero-americana da Educação propõe a revisão e a reconsideração destes mecanismos a partir das práticas desenvolvidas, dos elementos conceituais reconstruídos daquelas experiências, e das condições que prefiguram o panorama educacional de cada país. Entre eles, propomos considerar certos elementos que caracterizam, para bem ou para mal, estes pactos.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Cómo citar

Martínez Santiago, R. (2004). Apresentação. Revista Iberoamericana De Educación, 34, 11-13. https://doi.org/10.35362/rie340884
Publicado
2004-01-01
Sección
- Presentación