O portefólio enquanto instrumento de (auto)avaliação docente: imagens, concepções e representações dos professores

  • Mário Carlos Rodrigues Escola Secundária Quinta das Palmeiras/Centro Tecnológico em Educação – Covilhã, Portugal
  • Maria Luísa Branco Universidade da Beira Interior (UBI), Portugal
Palabras clave: Avaliação de Desempenho Docente, Portefólio, Reflexão, Trabalho Colaborativo

Resumen

A criação de portefólios é reconhecida por muitos professores, investigadores e outros intervenientes no campo da educação como estratégia de formação e de promoção de aprendizagens, mas também como instrumento de (auto)avaliação e de desenvolvimento profissional dos professores. Um dos argumentos para a defesa do seu uso reside no facto de se lhe atribuir uma dimensão reflexiva. Com o objectivo de conhecer as representações dos professores relativamente ao portefólio, enquanto instrumento de avaliação do seu desempenho, foi feito um estudo de natureza qualitativa entre um conjunto de professores de uma escola pública portuguesa. O instrumento de recolha de dados utilizado foi a entrevista semi-estruturada.

Entre as conclusões do estudo destacamos: o entendimento do portefólio como um produto que consubstancia uma prática; a importância da reflexão, encarada como um meio de questionamento permanente da prática; a importância da partilha e do trabalho colaborativo; o carácter dinâmico do portefólio; a importância do portefólio, enquanto instrumento de auto-avaliação e de auto-regulação, numa perspectiva de aperfeiçoamento contínuo e de balanço do trabalho desenvolvido

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.
Publicado
2012-11-15
Cómo citar
Rodrigues, M. C., & Luísa Branco, M. (2012). O portefólio enquanto instrumento de (auto)avaliação docente: imagens, concepções e representações dos professores. Revista Iberoamericana De Educación, 60(3), 3. https://doi.org/10.35362/rie6031301
Sección
- Evaluación