Filosofia para crianças no contexto educativo português. Subsídios para uma proposta

  • António José Oliveira Guedes Escola Superior de Educação do Politécnico do Porto, Portugal
  • Miguel Ángel Santos Rego Universidad de Santiago de Compostela (USC), España
Palabras clave: Filosofia para crianças, cidadania, currículo e sociedade

Resumen

Este artigo procura analisar as possibilidades de uma reorganização curricular, pela via da inclusão da Filosofia para Crianças no sistema educativo português. Num tempo onde se discutem as consequências da globalização e o impacto das sociedades da informação, procura-se reflectir sobre a necessidade de se refundar os pressupostos pedagógicos e filosóficos que subjazem ao currículo. Nesse sentido, e a partir da análise do sistema educativo português, procuramos verter os contributos que poderão decorrer da inclusão da Filosofia para Crianças.

Destacamos, entre outras conclusões, que a Filosofia para Crianças, a partir do 1º Ciclo, possibilita e promove o encontro entre a filosofia, a educação e a infância. Dessa relação, redescobrem-se novas potencialidades para o desenvolvimento de um projecto educativo sustentado no questionamento, na problematização e na investigação. A Filosofia para Crianças baseada no pensar crítico, criativo e eticamente cuidado, assume-se com um corpus disciplinar próprio, é fundamental para pensar as demais disciplinas do currículo e potencia a aprendizagem da cidadania na e a partir da escola.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.
Publicado
2012-03-15
Cómo citar
Oliveira Guedes, A. J., & Santos Rego, M. Ángel. (2012). Filosofia para crianças no contexto educativo português. Subsídios para uma proposta. Revista Iberoamericana De Educación, 58(3), 1-12. https://doi.org/10.35362/rie5831428
Sección
- Educación en valores