As representações semióticas nas provas de química no vestibular da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Brasil): uma aproximação à linguagem científica no ensino das ciências naturais

  • Isauro Beltrán Núñez Universidade Federal do Rio Grande Do Norte (UFRN), Brasil
  • Betânia Leite Ramalho Universidade Federal do Rio Grande Do Norte (UFRN), Brasil
  • José Everaldo Pereira Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), Brsail

Resumen

O trabalho apresenta os resultados de uma pesquisa sobre as representações semióticas e o tipo de conversão de uma representação semiótica em outra privilegiado nas provas de vestibular de Química da UFRN, considerando a importância da linguagem como elemento-chave da habilidade de representar fenômenos químicos e suas transformações. As provas analisadas foram aplicadas nos processos seletivos de 1997 a 2009, totalizando 13 vestibulares, o que corresponde a 26 provas – 13 objetivas e 13 discursivas –, perfazendo um total de 275 perguntas. Os resultados mostram que, em geral, o uso de representações semióticas é uma das características desse tipo de avaliação. Dentre as representações, são privilegiados os enunciados, as fórmulas e as equações químicas. As representações gráficas (gráficos cartesianos e diagramas) ainda são pouco utilizadas e, entre as conversões de uma representação em outra, as mais usadas são as do tipo enunciado para equação química, e as menos usadas são as de equação para enunciado.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Cómo citar

Beltrán Núñez, I., Leite Ramalho, B., & Pereira, J. E. (2011). As representações semióticas nas provas de química no vestibular da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Brasil): uma aproximação à linguagem científica no ensino das ciências naturais. Revista Iberoamericana De Educación, 55(1), 1-13. https://doi.org/10.35362/rie5511624
Publicado
2011-02-15
Sección
- Didáctica de las Ciencias y la Matemática