A arte como mediadora na apropriação do conhecimento

  • Gustavo Martins Piccolo Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Brasil

Resumen

Atualmente vivemos em um processo de crise do próprio entendimento do ser humano como produtor de sua história, fato que implica, inequivocamente, um contexto de crise também na esfera artística. Tais tensões têm gerado um empobrecimento subjetivo na forma de a humanidade perceber sua objetividade histórica. Exatamente em tal contexto, quando mais vilipendiada parece estar em seu compromisso social de emancipação política, a arte é vista como caminho crucial ao se estabelecer um novo processo de humanização. Devido a isto, são diversas as tentativas de tentar se introduzir a apropriação da arte como elemento crucial no currículo escolar, almejando qualificar o processo de ensino e aprendizagem realizado nestas instituições. Mas uma pergunta emerge de tais questionamentos: De que tipo de arte estamos falando? Arte para que e para quem? Qual é a sua relação com a educação? Tal trabalho pretende responder algumas destas questões, mediante um processo de revisão literária ancorado nos cânones do materialismo histórico e, principalmente, a partir das contribuições de Lukács.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.
Publicado
2010-03-10
Cómo citar
Martins Piccolo, G. (2010). A arte como mediadora na apropriação do conhecimento. Revista Iberoamericana De Educación, 52(1), 1-8. https://doi.org/10.35362/rie5211809
Sección
- Educación artística