Contribuições da Psicanálise para a formação de professores

  • João Batista Martins Universidade Estadual de Londrina (UEL), Brasil

Resumen

Este trabalho tem como objetivo estabelecer algumas contribuições da psicanálise para a formação de professores. Entendendo que o processo de formação do professor está relacionado com um processo de vir-a-ser, e que os envolvidos no processo educativo - professores e estudantes - estabelecem uma relação marcada pela transferência e contra-transferência, onde desejos são depositados, vemos a necessidade de se pensar um processo de formação de professores, onde os envolvidos participem tanto de atividades que os levem a se apropriarem dos conhecimentos teóricos e práticos relativos à profissão, como em atividades que os remetam para uma reflexão acerca de suas experiências educacionais, aos sentidos que eles atribuem à profissão de educador, ou seja, ao vivido e suas vicissitudes. Considerando que as escolhas profissionais são marcadas também por processos inconscientes, cabe aos promotores dos cursos de formação proporcionarem aos seus estudantes em formação (inicial e/ou contínua) espaços de reflexão sobre suas escolhas, de tal forma que possam ter clareza quanto aos motivos que os levaram a escolher a profissão de professor. As escolhas sempre trazem em, si mesmas, algo de opaco: sentidos que, à medida que se caracterizam como conteúdos inconscientes, não são percebidos pelos indivíduos em situação de escolha. Entendemos que tais situações propiciam aos futuros professores certa disponibilidade para o "outro", para a diferença, para a heterogeneidade, o que asseguraria prática pedagógica pautada no respeito e na convivência, no múltiplo e no pluri assegurando uma com-vivência escolar no espírito da democracia

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.
Publicado
2009-02-25
Cómo citar
Batista Martins, J. (2009). Contribuições da Psicanálise para a formação de professores. Revista Iberoamericana De Educación, 48(5), 1-14. https://doi.org/10.35362/rie4852152
Sección
- Psicología de la educación