Educação moral e civilização cosmopolita: atualidade da filosofia prática de Kant

  • Robinson dos Santos
Palabras clave: Filosofia prática, educação, antropologia, moral, Kant

Resumen

As questões suscitadas por Immanuel Kant (1724-1804): "o que posso conhecer?", "o que devo fazer?" e "o que posso esperar?" conduzem a uma quarta e única questão que, tanto incorpora, quanto sintetiza as anteriores: "o que é o homem?", isto é, podem ser resumidas na indagação sobre o ser humano. Deste modo, o sistema filosófico kantiano pode ser visto como uma resposta sistemática, com variações e níveis distintos, para tal questão. De acordo com a sua percepção, será por meio de um processo de moralização que a humanidade conquistará a autonomia e a maioridade, isto é, a emancipação. Este ideal de humanidade é caracterizado por Kant como civilização cosmopolita. A idéia de um progresso da civilização para um estado melhor é um dos pressupostos básicos da relação entre pessoa e sociedade em Kant. Para isso é indispensável o que Kant define como educar numa perspectiva cosmopolita.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor/a

Robinson dos Santos

Doutorando em Filosofia, bolsista do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico - DAAD, Universidade de Kassel, Alemania.

Publicado
2007-02-10
Cómo citar
dos Santos, R. (2007). Educação moral e civilização cosmopolita: atualidade da filosofia prática de Kant. Revista Iberoamericana De Educación, 41(4), 1-10. https://doi.org/https://doi.org/10.35362/rie4142445
Sección
- Educación en valores