Envolvimento do aluno na escola e comportamento disruptivo

  • Hélder Rego Fernandes Novo Dia – Associação para a Inclusão Social, Portugal
Palabras clave: Envolvimento na escola, comportamento disruptivo, ano de escolaridade.

Resumen

Este trabalho realiza uma abordagem ao construto envolvimento do aluno na escola e relaciona o envolvimento expresso pelos alunos com a disrupção professada por eles mesmos. A investigação contou 365 participantes a frequentarem o 7.º e o 10.º anos de escolaridade. Para a recolha de dados utilizaram-se o Questionário de Envolvimento dos Estudantes na Escola, a versão portuguesa para investigação do StudentEngagement in SchoolScale (Lam e Jimerson, 2008) e a Escala de Disrupção Escolar Professada, um instrumento construído e adaptado para a população portuguesa (Veiga, 2008). Os resultados indicam um envolvimento médio a elevado por parte dos alunos, embora sendo mais expressivo nos do 7.º ano. Em termos de comportamento, os resultados sugerem não existir representações de condutas disruptivas, sobretudo no nível dos alunos do 7.º ano. Finalmente, os resultados apontam para uma relação negativa entre envolvimento na escola e comportamento disruptivo, fortalecendo a ideia de que o envolvimento é um fator protetor da adaptação à escola.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.
Publicado
2014-09-15
Cómo citar
Rego Fernandes, H. (2014). Envolvimento do aluno na escola e comportamento disruptivo. Revista Iberoamericana De Educación, 66(1), 1-12. https://doi.org/10.35362/rie661293
Sección
- Psicología de la educación