Percepção ambiental do bioma caatinga no contexto escolar

  • Luciana Soares de Souza Rede Estadual de Educação de Patos/Paraíba
  • Edevaldo da Silva Universidade Federal de Campina Grande
Palabras clave: Bioma caatinga, ensino fundamental, herpetofauna, percepção ambiental., Bioma caatinga, ensino fundamental, herpetofauna, percepção ambiental.

Resumen

Inserir a percepção ambiental no contexto do ensino escolar é de grande importância, para que se inicie a tomada de consciência e percepção do ambiente a partir das primeiras etapas de formação do indivíduo. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi avaliar o conhecimento e percepção dos alunos do ensino fundamental de escolas da rede pública de Patos, Paraíba, sobre a composição faunística local em especial para répteis e anfíbios do bioma Caatinga e como eles percebem esses animais. Além de avaliar, qualitativamente, uma vivência de aula no Laboratório de Herpetologia da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). Participaram da pesquisa 120 alunos do Ensino Fundamental de duas escolas. A coleta de dados foi por meio da aplicação de um questionário constituído por dez perguntas. Os resultados reportaram que os alunos percebem o bioma Caatinga como um ambiente seco e quente, com a percepção limitada da riqueza que nele existe. No total, os alunos citaram 66 espécies de animais que habitam neste bioma. Eles demonstraram saber da importância dos grupos herpetofaunístico para o ambiente e possuem empatia pelos animais deste grupo, mas, sem proximidade. Na aula prática sobre herpetologia, os alunos puderam aprender e conhecer mais sobre herpetologia, desfazendo alguns valores equivocados e compartilhando conhecimento e experiências diferenciadas do seu cotidiano, estimulando um interesse consciente, crítico e científico sobre esses animais

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

##plugins.generic.paperbuzz.metrics##

Cargando métricas ...

Citas

Abílio, F. J. P., Florentino, H. S., & Ruffo, T. L. M. (2010). Educação Ambiental no Bioma Caatinga: formação continuada de professores de escolas públicas de São João do Cariri, Paraíba. Pesquisa em Educação Ambiental, 5(1), 171-193.

Alves, L. I. F., Silva, M. M. P., & Vasconcelos, K. J. C. (2009). Visão de comunidades rurais em Juazeirinho-Pb referente à extinção da biodiversidade da Caatinga. Revista Caatinga, 22(1), 180-186.

Alves, A. R., Ribeiro, I. B., Sousa, J. R. L., Barros, S. S., & Sousa, P. S. (2013). Análise da estrutura vegetacional em uma área de caatinga no município de Bom Jesus, Piauí. Revista Caatinga26(4), 99 – 106.

Araújo, R. T. N., Kraemer, B. M., & Murta, P. F. O. (2011). Percepções ambientais e concepções de estudantes do ensino fundamental de Belo Horizonte/MG sobre tubarões. E-Scientia, 4(1), 69-79.

Aragão, J. P. G. V., Santos, K. M. B., & Silva, M. M. (2011). Gestão ambiental e escola: A construção de uma atitude ambiental. Ambiente & Ciência, 16(2), 27-40.

Barros, M. L. B. (2004). Prefácio. In: SILVA, J. M. C. et al. In: Biodiversidade da caatinga: áreas e ações prioritárias para a conservação. Brasília, DF: Ministério do Meio Ambiente: Universidade Federal de Pernambuco.

Brasil. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ciências Naturais/ Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1996.

Brasil. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos – apresentação dos temas transversais, Brasília, DF: MEC/SEF, 1998.

Cunha, M. B. (2012). Jogos no Ensino de Química: Considerações Teóricas para sua Utilização em Sala de Aula. Química nova na escola. 34(2), 92-98.

Cunha, E. E., Martins, F. O., & Feres, R. J. F. (2009). Zoologia no ensino fundamental: Propostas para uma abordagem teórico-prática. In: XXI Congresso de Iniciação Científica da UNESP, São José do Rio Preto: UNESP.

Clima-Date.Org.<http://pt.climate-data.org/location/42575/>.acesso em 11 de jul. 2015.

Duarte, C. T., Almeida, F. C. S., Arruda, R. M., Campos, M. G., & Machado, N. G. (2014). Ensino de ciências no EJA: Relato de uma experiência didática. Unopar Científica Ciências Humanas e Educação. 15(3), 375-380.

Drumond, M. A., Kiill, L. H. P., Lima, P. C. F., Oliveira, M. C., Oliveira, V. R., Albuquerque, S. G., ... Cavalcante, J. (2004). Estratégias para o uso sustentável da biodiversidade da Caatinga. In: Silva, J. M. C., Tabarelli, M., Fonseca, M. T., & Lins, L. V. Biodiversidade da Caatinga: áreas de ações prioritárias para a conservação. Brasília, DF: Ministério do Meio Ambiente: UFPE.

Ferreira, L. H., Hartwig, D. R., & Oliveira, R.C. (2010). Ensino experimental de química: uma abordagem investigativa contextualizada. Química Nova na Escola. 32(2), 101-106.

Lima Filho, F. S. L., Cunha, F. P., Carvalho, F. S., & Soares, M. C. (2011). A importância do uso de recursos didáticos alternativos no ensino de química: uma abordagem sobre novas metodologias. Enciclopédia Biosfera, 7(12), 168-170.

Haddad, C. F. B. (2008). Anfíbios. In: Machado, A. B. M., Drummond, G. M., & Pagli, A. P. Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. Ministério do Meio Ambiente, Belo Horizonte: Fundação Biodiversitas. Brasília, (2), 142.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatistica. IBGE Cidades. 2015. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/censo2010/tabelas_pdf/total_populacao_paraiba.pdf> Acesso em: 10 nov. 2015.

Kindel, E. A. I. (2012). Práticas pedagógicas em ciências: espaço, tempo e corporeidade. Porto Alegre: Edelbra, 1(1), 112.

Kindel, E. A. I., Wortmann, M. L. C., & Souza, N. G. S. (1997). Estudando os anfíbios em um ambiente urbano. In: WORTMANN, M. L. C. O estudo dos vertebrados na escola fundamental. São Leopoldo: Unsinos, 132.

Leal, I. R., Tabarelli, M., Silva, J. M. C., & Barros, M. L. B. (2005). Ecologia e Conservação da Caatinga. ed. 2. Recife: Universitária da UFPE, 13-16.

Leal, I. R., Tabarelli, M., & Silva, J. M. C. (2003). Ecologia e conservação da caatinga. ed. 2. Recife: Editora Universitária da UFPE, 181-230.

Lima, K. E. C., Mayer, M., Carneiro-Leão, A. M., & Vasconcelos, S. D. (2008). Conflitos ou convergências? Percepções dos professores e licenciados sobre ética no uso de animais do ensino de zoologia. Investigação em ensino de ciências, 13(3), 353-369.

Lucas, E. M. & Marocco, J. C. (2011). Anurofauna (Amphibia, Anura) em um remanescente de Floresta Ombrófila Mista no Estado de Santa Catarina, Sul do Brasil. Biota Neotropica, São Paulo, 11(1), 377-384.

Malafaia, G., & Rodrigues, A. S. L. (2009). Percepção ambiental de jovens e adultos de uma escola municipal de ensino fundamental. Revista Brasileira de Biociência, 7(3), 266-274.

Marques, P. S., Gonçalves, I. C. B., & Aguiar, L. C. C. (2011). A alfabetização científica e os saberes locais: o caso de Vila do Abraão, Ilha Grande - RJ. Atos de Pesquisa em Educação, 6(2)521-534.

Menezes, H. E. A., Lira Filho, J. A. L., Menezes, H. E. A., Lima, F. S., & Silva, L. L. (2015). Espécies arbustivas selecionadas para o paisagismo no semiárido paraibano. Ambiência, 11(1), 175-195.

Moura, M. R., Costa, H. C., São-Pedro, V. A., Fernandes, V. D., & Feio, R. N. (2010). O relacionamento entre pessoas e serpentes no leste de Minas Gerais, sudeste do Brasil. Biota Neotropica. 10(4), 133-141.

Nascimento, M. V. E., & Almeida, E. A. (2012). Estudo das percepções e avaliação de interações educativas voltadas ao meio ambiente em escolas de uma unidade de conservação do Rio Grande do Norte – Brasil. Ambiente & Educação, 17(2), 25-38.

Pereira, L. G. A., & Azevedo, R. O. M. (2014). Laboratório Móvel: Possibilidade de contextualizar a prática pedagógica no ensino de ciências. Areté. Manaus, 7(12), 109-116.

Petry, L. S., Lima, V. M. R., & Lahm, R. A. (2010). Vivenciando práticas de ensino de ciências: ampliando o olhar dos alunos do ensino fundamental sobre ecossistemas. Experiências em Ensino de Ciências, Cuiabá, 5(1), 125-143.

Polli, A., & Signorini, T. (2012). A inserção da educação ambiental na prática pedagógica. Ambiente & Educação, Anápolis-GO, 17(2), 93-101.

Rocha, J. S. M. (1997). Manual de Projetos Ambientais. Santa Maria: UFSM.

Sato, M. (2003). Resenhando esperança para um Brasil sustentável e democrático. Revista de Educação Pública, 12(22), 189-197.

Silva, E., Silva, F. G., Silva, R. F. L., Silva, R. H., & Oliveira, H. M. (2015). Avaliação do saber ambiental de professores do ensino público do município de São Bento, Paraíba. Scientia Plena, 11(9), 1-11.

Silva, J. M. C. T., M., & Fonseca, M. T. (2004). Áreas e ações prioritárias para a conservação da biodiversidade na Caatinga. Brasília, DF: Ministério do Meio Ambiente: Universidade Federal de Pernambuco.

Silva-Leite, R. R., Campos, Z., & Pamplin, P. A. Z. (2010). Uso de mapas mentais nas representações perceptivas de alunos do ensino fundamental do município de Ilha Grande, Piauí, Brasil: o caso do jacaré (Caiman crocodilos). Pesquisa em Educação Ambiental, 5(1), 47-70.

Soares, F. C., Ferraz, D. F., & Justina, L. A. D. (2008). O uso de analogias no ensino de biologia: Construção e implementação de estratégia didática segundo o modelo TWA (Teaching With Analogies). Revista Brasileira de Biociências, 6(1), 37-38.

Souza, D., Castelo-Branco, A. K. A., & Terán, A. F. (2014). O bosque da ciência: Ambiente de Aprendizagem para o ensino de ciência. Areté. Manaus, 7(14), 198-206.

Teixeira, H. B., Queiroz, R. M., Almeida, D. P., Ghedin, E., & Fachín-Tyerán, A. (2012). A inteligência naturalista e a educação em espaços não formais: Um novo caminho para a educação científica. Areté. Manaus, 5(9), 53-66.

Vasconcelos, H. D. L., & Silva, E. (2015). Research in Environmental Education in the state of Paraíba, Brazil: analysis of its insertion and professors´ commitment in post-graduate courses. Revista Brasileira de Educação Ambiental, 10(2), 113-125.

Vinture, E. F., Vecchi, R. O., Iglesias, A., & Ghilardi-Lopes, N. P. (2014). Sequências didáticas para a promoção da alfabetização científica: relato de experiência com alunos do ensino médio. Pesquisa em Educação Ambiental. 9(3), 11-25.

Waldez, F., Menin, M., & Vogt, R. C. (2013). Diversidade de anfíbios e répteis Squamata na região do baixo rio Purus, Amazônia Central, Brasil. Biota Neotropica, 13(1), 300-316.

Publicado
2017-01-04
Cómo citar
Soares de Souza, L., & Silva, E. da. (2017). Percepção ambiental do bioma caatinga no contexto escolar. Revista Iberoamericana De Educación, 73(1). https://doi.org/10.35362/rie731126
Sección
Artículos del especial