As políticas de formação de professores nos países do Cone Sul: semelhanças e diferenças com o caso brasileiro

  • Rafaela Carolina Lopes Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás, Brasil
  • Agustina Rosa Echeverría Universidade Federal de Goiás (UFG), Brasil
Palabras clave: formação de professores no Cone Sul

Resumen

O presente artigo consiste em um estudo comparativo das políticas de formação de professores do Brasil com a Argentina, o Chile e o Uruguai a fim de verificar como esses países vêm formulando e implantando essas políticas nas últimas décadas, assim como pretende investigar o estabelecimento histórico de seus respectivos sistemas nacionais de formação de professores. Para tanto, realizou-se um levantamento bibliográfico e uma análise de documentos que tratam do assunto. A realização do estudo nos permitiu entender que apesar de pertencerem a uma mesma sub-região geográfica – Cone Sul –, a esses países corresondem processos históricos diferentes, com sujeitos e contextos próprios, e, portanto, vivenciaram movimentos educacionais distintos

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.
Publicado
2012-10-15
Cómo citar
Lopes, R. C., & Echeverría, A. R. (2012). As políticas de formação de professores nos países do Cone Sul: semelhanças e diferenças com o caso brasileiro. Revista Iberoamericana De Educación, 60(2), 3. https://doi.org/10.35362/rie6021316
Sección
- Políticas educativas