Autonomia e gestão das escolas públicas. O Decreto-Lei n.º 75/2008, de 22 de Abril

  • Alberto de Jesus Almeida Agrupamento Vertical de Escolas de Lamego, Portugal
Palabras clave: Decreto-Lei n.º 75/2008, direcção e gestão das escolas, directores das escolas

Resumen

Este artigo tem como base de análise o novo Decreto-Lei n.º 75/2008, de 22 de Abril, que instituiu um novo modelo de gestão e administração das escolas públicas portuguesas do ensino não superior.

Como suporte ideológico estará certamente o carácter unipessoal e omnipresente do cargo de Director, bem como os poderes dele decorrentes e daqueles que o acompanham, dependentes dele directamente.
É manifesto neste artigo a nossa opinião sobre a posição das autarquias no seu principal órgão de gestão, conduzindo em muitos casos a um controlo directo e não já remoto da maioria dos seus elementos e directamente influenciador na eleição da figura do Director.

Palavras-chave: Decreto-Lei n.º 75/2008; direcção e gestão das escolas; directores das escolas.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.
Publicado
2011-04-15
Cómo citar
Jesus Almeida, A. de. (2011). Autonomia e gestão das escolas públicas. O Decreto-Lei n.º 75/2008, de 22 de Abril. Revista Iberoamericana De Educación, 55(3), 1-9. https://doi.org/10.35362/rie5531594
Sección
- Administración de la educación