As representações do Outro nos livros didáticos de História, no Brasil e na Espanha: uma leitura inicial

  • Nilton Mullet Pereira Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Brasil

Resumen

Este artigo trata de dois temas: em primeiro lugar, afirma a noção do livro didático como espaço de construção de representações sobre raça, etnia, nacionalidade e outras singularidades culturais. Desse modo, o livro é um veículo de experiências da cultura e de si mesmo para as novas gerações. Assim, a publicação didática pode ser considerada uma fonte de estudo das maneiras como um determinado povo olha a si mesmo e constrói suas referências culturais; em segundo lugar, aborda como os livros didáticos utilizados nas escolas brasileiras e espanholas, constroem o que as crianças e os adolescentes devem saber sobre sua história e sobre a sua cultura, particularmente, o que as crianças e os adolescentes devem saber sobre os outros: os negros e os medievais, por exemplo.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.
Publicado
2009-10-20
Cómo citar
Mullet Pereira, N. (2009). As representações do Outro nos livros didáticos de História, no Brasil e na Espanha: uma leitura inicial. Revista Iberoamericana De Educación, 50(6), 1-12. https://doi.org/10.35362/rie5061942
Sección
- Recursos didácticos