A implementação e funcionamento dos conselhos escolares: dificuldades, potencialidades e desafios

  • Gislene Silva Dutra Prefeitura de Brumadinho/MG
  • Maria Lúcia Miranda Afonso Centro Universitário UMA, Brasil
Palabras clave: gestão democrática; conselhos escolares; participação; desenvolvimento local

Resumen

Apresenta-se uma investigação qualitativa de cunho exploratório, que se efetivou por meio de uma pesquisa bibliográfica e uma pesquisa de campo realizada com conselheiros escolares em oito escolas municipais de Brumadinho/MG. O objetivo geral da pesquisa é analisar os fatores que promovem ou que dificultam a participação do Conselho Escolar nas decisões das escolas municipais de Ensino Fundamental de Brumadinho/MG. A pesquisa toma como fundamento o modelo de gestão democrática. A metodologia adotada foi um estudo de caso, com análise de documentos e entrevistas que posteriormente foram submetidos à análise de conteúdo. A análise foi fundamentada no modelo da gestão democrática, com foco na escola. Como principais conclusões, são apontadas: existem dificuldades para o funcionamento do Conselho Escolar, que aparece mais como uma necessidade burocrática do que como um mecanismo de democratização da escola; a função de representatividade dos conselheiros é pouco consolidada; a participação depende não apenas do esforço individual, mas também de um contexto sócio institucional que incentive e ofereça bases para a participação dos conselheiros e de toda a comunidade escolar e local.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Citas

Abranches, M. (2003). Colegiado Escolar: espaço de participação da comunidade. São Paulo: Cortez.

Alves, Andreia Vicência Vitor (2010). Fortalecimento dos Conselhos Escolares: propostas e práticas em municípios sul-mato-grossenses. 166 f. Dissertação (Mestrado em Educação), Faculdade de educação, Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados. Disponível no site Acesso em 24/04/2014.

Bardinotti, Sérgio (2002). Participação da comunidade e gestão democrática: Um estudo nas escolas estaduais de Mato Grosso. 2002. 92 f. Dissertação (Mestrado em Educação), Programa de pós-graduação em educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. Disponível no site Acesso em 18/04/2014.

Bobbio, Norberto; Matteucci, Nicola e Pasquino, Gianfranco (1998). Dicionário de política I. Brasília: Editora Universidade de Brasília:

Bordenave, Juan E. Diaz (1995). O que é participação? São Paulo: Brasiliense.

Brasil (1996). Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Disponível em: www.planalto.gov.br/ ccivil_03/leis/L9394.htm. Acesso em: 15 jan. 2014.

Brasil (2014). LEI N° 13.005 de 25 de junho de 2014. Plano Nacional de Educação. Brasil. 2014.

Brumadinho (2012). Resolução n. 13. Regulamenta o funcionamento dos Conselhos Escolares das Escolas da rede Municipal de Ensino de Brumadinho. 27 de março de 2012.

Brumadinho (2012). Regimento Escolar das Escolas Municipais de Brumadinho/MG.

Conceição, Marcos Vinícius (2007). Constituição e função do Conselho Escolar na gestão democrática. 2007, 100f. Dissertação (Mestrado em Educação), Faculdade de Educação, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria/RS. Disponível no site Acesso em 14/05/2014.

Cunha, Maria Aparecida da. (2008). Gestão democrática: o perfil ideológico dos pais membros do Conselho de Escola, 237. Dissertação (Mestrado em Educação), Faculdade de Educação, Universidade Metodista de São Paulo, São Bernardo do Campo, 2008. Disponível no site Acesso em 24/04/2014.

Cury, Carlos R. Jamil (2000). Os conselhos de educação e a gestão dos sistemas. In: Ferreira, N. S.C, Aguiar, M.A.S. da. Org. Gestão e educação: impasses, perspectivas e compromissos. São Paulo, p. 43-60.

Dalberio, Maria Célia Borges. Políticas educacionais e a gestão democrática na escola pública de qualidade. São Paulo: Paulus, 2009.

Marques, Luciana Rosa (2012). Formação de uma cultura democrática na gestão da escola pública: analisando o discurso dos conselheiros escolares. Educação e Sociedade, Dez 2012, vol.33, nº. 121, p.1175-1194. ISSN 0101-7330.

Milani, Carlos R.S. (2008). O princípio da participação social na gestão de políticas públicas locais: uma análise de experiências latino-americanas e europeias. Revista de Administração Pública (RAP). Rio de Janeiro, MAIO/JUN.

Oliveira, Romualdo Portela de. Adrião, Theresa (org.) (2007). Gestão, financiamento e direito a educação: Análise da Constituição Federal e da LDB. 3ª Ed. São Paulo: Xamã.

Paro, Vitor Henrique (2000). Gestão democrática da escola pública. 3ª Ed. São Paulo: Ática.

Prado, João Ferreira do (2003). Gestão Escolar e Gestão Democrática: ações e reflexões. 2003, 143 f. Dissertação (Mestrado em Educação), Faculdade de Educação, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo,. Disponível no site Acesso em 14/05/2014.

Silva, Luiz Fernando da (2010). Grupos comunitários nos colegiados escolares: entre o instituído e o realizado: A experiência de duas escolas públicas municipais de Belo Horizonte. 2010, 265 f. Dissertação (Mestrado em educação), Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte. Disponível no site Acesso em 15/04/2014.

Souza, Ângelo Ricardo de (2009). Explorando e construindo um conceito de Gestão escolar democrática. Educação, vol.25 nº. 3. Belo Horizonte, dez. 2009. ISSN 0102-4698.

Tenório, Fernando Guilherme (2008). Um espectro ronda o terceiro setor: o espectro do mercado. 3 Ed. Editora da Unijuí.
Publicado
2017-03-15
Cómo citar
Silva Dutra, G., & Miranda Afonso, M. L. (2017). A implementação e funcionamento dos conselhos escolares: dificuldades, potencialidades e desafios. Revista Iberoamericana De Educación, 73(2), 23-44. https://doi.org/10.35362/rie732210
Sección
- Participación de la comunidad