Carta de Belém "Por uma escola sem violências"

  • II Congresso Ibero-Americano sobre Violências nas Escolas

Resumen

Os participantes do II Congresso Ibero-Americano sobre Violências nas Escolas,

Considerando os altos índices mundiais de desigualdade e exclusão no ambiente educacional, particularmente os milhões de crianças e jovens que não tem acesso à educação básica de qualidade em muitos de nossos países:

Reafirmando os compromissos de Educação Para Todos, referendados no Fórum Mundial de Educação em Dacar (2000);

Convictos de que a educação de qualidade para todos é um elemento imprescindível para a consolidação, em nossas sociedades, de uma Cultura de Paz, apoiada nos princípios da convivência, da igualdade, da justiça; da democracia participativa e do desenvolvimento humano, enfatizando que as estratégias de redução das violências no ambiente escolar devem se dar por meio da instauração de políticas publicas e práticas pedagógicas que transformem os estabelecimentos educacionais em espaços de convivência das diversidades;

Considerando a violência como um fenômeno multicausal e que assume distintas formas, agravadas em contextos de desigualdade e exclusão social;

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.
Publicado
2005-11-25
Cómo citar
sobre Violências nas Escolas, I. C. I.-A. (2005). Carta de Belém "Por uma escola sem violências". Revista Iberoamericana De Educación, 37(1), 1-2. https://doi.org/10.35362/rie3712725
Sección
- Columna de opinión