Quando os jovens viram notícia de jornal? Uma análise das representações sociais na mídia

  • lana Eleá S. Werneck

Resumen

Estudar a forma como diferentes grupos vem sendo representados pelos meios de comunicação de massa é uma das maneiras de se realizar pesquisas educativas em torno da mídia. As formas através das quais as mídias se ocupam da família, do gênero (masculino/feminino), da relação adulto-criança, das minorias e dos jovens, por exemplo, ajuda os educadores a problematizarem a função dos estereótipos veiculados na estruturação dos quadros de valores e de comportamento desses grupos. Trata-se de um tema importantíssimo no âmbito da pesquisa educativa se pensarmos que estas representações constituem um dos territórios privilegiados da educação informal.

Dentro da categorização realizada por Rivoltella (2001) sobre ações mídia-educativas, a opção pelo estudo das representações sociais está inserida na chamada "proposta ideológica", a qual pretende trazer reflexões aos sujeitos, tendo consciência que "ler criticamente um produto midiático não significa mais aproxima-lo através parâmetros de valor (bonito/feio, bom/mal), mas desconstruí-lo, desmitificar a sua cobertura ideológica, reconhecer os traços da cultura hegemônica" (2001:49).

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor/a

lana Eleá S. Werneck

Mestranda em Educação - PUC-Rio de Janeiro, Brasil.

Publicado
2005-11-10
Cómo citar
Werneck, lana E. S. (2005). Quando os jovens viram notícia de jornal? Uma análise das representações sociais na mídia. Revista Iberoamericana De Educación, 36(12), 1-9. https://doi.org/10.35362/rie36122737
Sección
- Investigación educativa