Suporte social e comportamentos aditivos em adolescentes pré-universitários

  • M. Arriaga Escola Superior de Enfermagem de Portalegre, Área Científica de Saúde Mental e Psiquiatria, Portugal.
  • J. Claudino Escola Superior de Enfermagem de Portalegre, Área Científica de Saúde Mental e Psiquiatria, Portugal.
  • R. Cordeiro Escola Superior de Enfermagem de Portalegre, Área Científica de Saúde Mental e Psiquiatria, Portugal.

Resumen

A fase da adolescência, pelo potencial de mudanças que encerra, tem-se tornado um vasto campo de investigações. É na adolescência que ocorre uma parte importante da reorganização do sentido de identidade, envolvendo os aspectos do desenvolvimento e estabelecimento de relações, tendo sido, por isso, escolhido para objecto do nosso estudo a influência da rede de suporte social (família, grupo de amigos e escola) dos adolescentes na adopção de comportamentos aditivos.
A avaliação destes conceitos em populações adolescentes pode ter um importante valor preditivo no seu desenvolvimento psicossocial.
Os resultados obtidos confirmam alguns estudos anteriormente realizados, com destaque para o aumento significativo dos valores obtidos no consumo de algumas substâncias ilícitas e das lícitas.
Ao nível da satisfação com o Suporte Social os resultados obtidos sugerem-nos que os adolescentes estão satisfeitos com o seu suporte social, sentindo maior satisfação com a amizade e a familia.
A adopção de comportamentos aditivos na adolescência está, de alguma forma, associada à satisfação que cada indivíduo tem com o seu suporte social.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.
Publicado
2005-10-25
Cómo citar
Arriaga, M., Claudino, J., & Cordeiro, R. (2005). Suporte social e comportamentos aditivos em adolescentes pré-universitários. Revista Iberoamericana De Educación, 36(11), 1-13. https://doi.org/10.35362/rie36112753
Sección
- Investigaciones