A Microbiologia no caderno do aluno e em livros didáticos: análise documental

Resumen

Este trabalho tem o objetivo de avaliar em que medida as propostas didáticas de livros da área contribuem, ou não, para a superação de obstáculos no processo de ensino-aprendizagem de Microbiologia, por meio de uma análise comparativa dos temas relacionados à Microbiologia nos materiais didáticos analisados, a saber: coleção de livros didáticos e apostilas destinadas aos anos finais do Ensino Fundamental (Caderno do Aluno). A pesquisa é de natureza qualitativa e tem como método a análise documental. Concluiu-se que os livros didáticos analisados contemplaram os tópicos relacionados à Microbiologia de forma mais apropriada quando comparados às apostilas, entretanto, ambos os materiais são deficientes, e seu uso como única fonte de pesquisa ou como cronograma de aulas não é aconselhável.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Citas

Amaral, I. A. D., & Neto, J. M. (1997). Qualidade do Livro Didático de Ciências: o que define e quem define? Ciência e Ensino, 2, 13–14.

Brasil. (2013). Guia de Livros Didáticos- PNLD 2014: Ciências- ensino fundamental: anos finais. Brasilia: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica.

Bunzen, C. (2001). O antigo e o novo testamento: livro didático e apostila escolar. Ao Pé Da Letra, 3(1), 35–46.

Canto, E. L. (2012a). Ciências Naturais- Aprendendo com o cotidiano, 6° ano. (Moderna, Ed.) (4th ed.). São Paulo.

Canto, E. L. (2012b). Ciências Naturais- Aprendendo com o cotidiano, 7° ano. (Moderna, Ed.) (4th ed.). São Paulo.

Canto, E. L. (2012c). Ciências Naturais- Aprendendo com o cotidiano, 8° ano. (Moderna, Ed.) (4th ed.). São Paulo.

Canto, E. L. (2012d). Ciências Naturais- Aprendendo com o cotidiano, 9° ano. (Moderna, Ed.) (4th ed.). São Paulo.

Cassanti, A. C., Cassanti, A. C., Araujo, E. E. de, & Ursi, S. (2008). Microbiologia Democrática: Estratégias de ensino-aprendizagem e formação de professores. BotâNica Online, 1, 1–30.

Duboc, M. J. O., & Santos, S. M. M. (2007). A autonomia de professores da educação básica: em busca de compreensão. Sitientibus, 36, 21–42.

Ferreira, I. N. S., & Barros, M. D. M. de. (2017). Análise do conteúdo sobre fermentação em livros didáticos de biologia do ensino médio. Trilhas Pedagócicas, 7(7), 185–194.

Fonseca, V. B., & Bobrowski, V. L. (2015). Biotecnologia na escola: a inserção do tema nos livros didáticos de Biologia. Acta Scientiae, 17(2), 496–509.

Lajolo, M. (1996). Livro didático: um (quase) manual de usuário. Em Aberto, 19(69), 3–9.

Ludke, M., & André, M. (2013). Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. (EPU, Ed.), Pesquisa em educação: abordagens qualitativas (2nd ed.).

Martins, L., Santos, G. S. dos, & El-Hani, C. N. (2012). Abordagens de saúde em um livro didático de Biologia largamente utilizado no Ensino Médio brasileiro. Investigações Em Ensino de Ciências, 17(1), 249–283.

Medeiros, L. P., Scandorieiro, S., Kimura, A. H., Marques, L. A., Martin, A., Aranome, F., … Kobayashi, R. K. T. (2017). Reconhecendo a Microbiologia no nosso dia-a-dia pelo método PBL por estudantes do ensino médio. Luminária, 19(1), 34–43.

Moresco, T. R., Carvalho, M. S., Klein, V., Lima, A. de S., Barbosa, N. V., & Rocha, J. B. da. (2017). Ensino de microbiologia experimental para Educação Básica no contexto da formação continuada. Microbiology Experimental Teaching for Basic Education in the Context of Teaching Trainig Program., 16(3), 435–457.

Neppel, L. (2000). Das entranhas ao estranhamento das relações de poder no cotidiano escolar: questionando a obviedade dos prêmios e castigos. Universidade Federal de Santa Catarina.

Neto, J. M., & Fracalanza, H. (2003). O Livro Didático de Ciências: Problemas e Soluções. Ciência & Educação, 9(2), 147–157.

Neto, L. S., & Medeiros, A. D. de. (2018). Considerações sobre contextualização e interdisciplinaridade na abordagem da Microbiologia no novo Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Revista Ciências & Ideias, 9(1), 88–100.

Peixe, P. D., Pinheiro, L. G., Araújo, M. F. F. de, & Moreira, S. A. (2017). Os temas DNA e Biotecnologia em livros didáticos de biologia: abordagem em ciência, tecnologia e sociedade no processo educativo. Acta Scientiae, 19(1), 177–191.

Pessoa, T. M. S. C., Melo, C. R., Santos, D. R., & Carneiro, M. R. P. (2012). Percepção dos alunos do ensino fundamental da rede pública de Aracaju sobre a relação da Microbiologia no cotidiano. Scientia Plena, 8(4), 4–7.

Petroni, A. P. (2008). Autonomia de professores: um estudo da perspectiva da psicologia. Pontífica Universidade Católica.

Pimentel, A. (2001). O método da análise documental: seu uso numa pesquisa historiográfica. Cadernos de Pesquisa, (114), 179–195.

Rosa, M. D., & Mohr, A. (2010). Os fungos na escola: análise dos conteúdos de micologia em livros didáticos do ensino fundamental de Florianópolis. Experiências Em Ensino de Ciências, 5(3), 95–102.

Sá-Silva, J. R., Almeida, C. D. do, & Guidani, J. F. (2009). Pesquisa documental: pistas teóricas e metodológicas. Revista Brasileira de História & Ciências Sociais, 1(1), 1–15.

Santos, J. C. dos, Alves, L. F. A., Corrêa, J. J., & Silva, E. R. L. (2007). Análise comparativa do conteúdo Filo Mollusca em livro didático e apostilas do ensino médio de Cascavel, Paraná. Ciência & Educação (Bauru), 13(3), 311–322.

Secretaria da Educação do Estado de São Paulo. (2014a). Caderno do Aluno- Ciências da Natureza, 6° ano (1st ed.). São Paulo: Governo do Estado de São Paulo.

Secretaria da Educação do Estado de São Paulo. (2014b). Caderno do Aluno- Ciências da Natureza, 6° ano (2nd ed.). São Paulo: Governo do Estado de São Paulo.

Secretaria da Educação do Estado de São Paulo. (2014c). Caderno do Aluno- Ciências da Natureza, 7° ano (1st ed.). São Paulo: Governo do Estado de São Paulo.

Secretaria da Educação do Estado de São Paulo. (2014d). Caderno do Aluno- Ciências da Natureza, 7° ano (2nd ed.). São Pauo: Governo do Estado de São Paulo.

Secretaria da Educação do Estado de São Paulo. (2014e). Caderno do Aluno- Ciências da Natureza, 8° ano (1st ed.). São Paulo: Governo do Estado de São Paulo.

Secretaria da Educação do Estado de São Paulo. (2014f). Caderno do Aluno- Ciências da Natureza, 8° ano (2nd ed.). São Paulo: Governo do Estado de São Paulo.

Secretaria da Educação do Estado de São Paulo. (2014g). Caderno do Aluno- Ciências da Natureza, 9° ano (1st ed.). São Paulo: Governo do Estado de São Paulo.

Secretaria da Educação do Estado de São Paulo. (2014h). Caderno do Aluno- Ciências da Natureza, 9° ano (2nd ed.). São Paulo: Governo do Estado de São Paulo.

Souza, P. H. R. de, & Rocha, M. B. (2017). Análise da linguagem de textos de divulgação científica em livros didáticos: contribuições para o ensino de biologia. Ciência & Educação (Bauru), 23(2), 321–340.

Vasconcelos, S. D., & Souto, E. (2003). O livro didático de ciências no ensino fundamental- Proposta de critérios para análise do conteúdo zoológico. Ciência & Educação, 9(1), 93–104.
Publicado
2018-11-15
Cómo citar
Camargo, F., Da Silva, A., & Dos Santos, A. (2018). A Microbiologia no caderno do aluno e em livros didáticos: análise documental. Revista Iberoamericana De Educación, 78(2), 41-58. Recuperado a partir de https://rieoei.org/RIE/article/view/3199
Sección
- Investigaciones