Inserção de tecnologias digitais na educação básica: estudo de caso de uma escola brasileira

  • Lívia Moreira de Camargo Barreto Universidade de São Paulo (USP), Brasil
  • Maria Angélica Penatti Pipitone Universidade de São Paulo (USP), Brasil
  • Dayson Fernando Ribeiro Brandão Universidade de São Paulo (USP), Brasil
  • Bruna Pacheco Universidade de São Paulo (USP), Brasil
Palabras clave: tecnologias da informação e comunicação (TIC); tecnologias na educação; nativos digitais; educação básica., tecnologias da informação e comunicação (TIC), tecnologias na educação, nativos digitais, educação básica

Resumen

Neste trabalho buscamos discutir e verificar a utilização das tecnologias da informação e comunicação (TIC), mais especificamente do computador e demais tecnologias digitais, nas aulas e analisar seu uso no cotidiano dos professores e alunos. Apresentamos dados obtidos por questionários, com perguntas dissertativas e objetivas, realizados com 35 professores do ensino fundamental II e médio, 86 alunos do ensino fundamental II e 210 alunos do ensino médio de uma escola pública, localizada no município de Piracicaba, estado de São Paulo, Brasil. Os resultados apontaram que tanto professores como alunos estão bem familiarizados com as tecnologias digitais e as utilizam no seu dia a dia em diversas atividades, a maioria delas voltadas para o lazer, entretenimento e comunicação. Os dados mostraram que apenas 40% dos professores que participaram da pesquisa utilizam as tecnologias digitais com seus alunos, mostrando que a presença das TIC nas escolas e a familiaridade dos professores com essas não se traduz, prontamente, na sua utilização no processo de ensino-aprendizagem.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor

Lívia Moreira de Camargo Barreto, Universidade de São Paulo (USP), Brasil

Universidade de São Paulo (USP)/Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ). Brasil.

Maria Angélica Penatti Pipitone, Universidade de São Paulo (USP), Brasil

Universidade de São Paulo (USP)/Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ). Brasil.

Dayson Fernando Ribeiro Brandão, Universidade de São Paulo (USP), Brasil

Universidade de São Paulo (USP)/Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ). Brasil.

Citas

Acessa Escola (2010). São Paulo: Fundação para o Desenvolvimento da Educação. Disponível em: http://www.acessaescola.sp.gov.br. Acesso em 21 de maio de 2015.

Amiel, T. (2011). Entre o simples e o complexo: tecnologia e educação no ensino básico. ComCiência, 131, 0-0.

Amiel, T, Amaral, S. F. (2013). Nativos e imigrantes: questionando o conceito de fluência tecnológica docente. Revista Brasileira de Informática na Educação, 21 (3), 1-11.

CETIC. (2013). TIC Educação 2012: Pesquisa sobre o uso das tecnologias de informação e comunicação nas escolas brasileiras [livro eletrônico]. São Paulo: Comitê Gestor da internet no Brasil. Disponível em: http://www.cetic.br/publicacoes/2012/tic-educacao-2012.pdf. Acesso em 22 de maio de 2015.

CETIC. (2014). TIC Educação 2013: Pesquisa sobre o uso das tecnologias de informação e comunicação nas escolas brasileiras [livro eletrônico]. São Paulo: Comitê Gestor da internet no Brasil. Disponível em: http://www.cetic.br/publicacoes/2012/tic-educacao-2012.pdf. Acesso em 25 de maio de 2015.

Coutinho, C., Lisbôa E. (2011). Sociedade da informação, do conhecimento e da aprendizagem: desafios para educação no século XXI. Revista de Educação, 18(1), 5-22.

Fantin, M., Rivoltella, P. C. (Orgs.). (2012). Cultura digital e escola: pesquisa e formação de professores. Campinas: Papirus.

Faria, E. T. (2004). O professor e as novas tecnologias. In: Enricone, D. (Org.), Ser Professor (4th ed.) (pp. 57-72). Porto Alegre: EDIPUCRS.

Gatti, B. A., Barretto, E. S. de S. (Coord.). (2009). Professores do Brasil: impasses e desafios. Brasília: UNESCO.

Kenski, V. M. (2003). Aprendizagem mediada pela tecnologia. Revista Diálogo Educacional, 4 (10), 47-56.

Kenski, V. M. (2003). Tecnologias e ensino presencial e a distância. Campinas: Papirus.

Moraes, R. (1999). Análise de conteúdo. Revista Educação, 22 (37), 7-32.

Moran, J. M., Masetto, M. T., Behrens, M. A. (2004). Novas tecnologias e mediação pedagógica (8th ed.). Campinas: Papirus.

Moran, J. M. (2013). A integração das tecnologias na educação. In: Moran, J. M. A educação que desejamos: novos desafios e como chegar lá. (5th ed.) (pp. 89-90). Campinas: Papirus.

Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR. (2013). CETIC: Indicadores TIC Educação 2013. Disponível em: http://www.cetic.br/tics/educacao/2013/professores/D3/. Acesso em 10 de junho de 2015.

Paiva, J. (2013). As tecnologias de informação e comunicação: utilização pelos alunos. Lisboa: Ministério da Educação–Departamento de Avaliação Prospectiva e Planeamento.

Palfrey, J.; Gasser, U. (2008). Born digital: understanding the first generation of digital natives. New York: Basic Books.

Ponte, J. P. (2000). Tecnologias de informação e comunicação na formação de professores: que desafios? Revista Iberoamericana de Educación / Revista Ibero-Americana de Educação, 24, 63-90. http://rieoei.org/rie24a03.PDF

Porto, T. M. E. (2006). As tecnologias de comunicação e informação na escola; relações possíveis...relações construídas. Revista Brasileira de Educação, 11 (31), 43-57.

Prensky, M. (2001). Digital natives, digital immigrants. On the Horizon, 9 (5), 1-6.

Román, M., Murillo, F. J. (2014). Disponibilidad y uso de TIC en escuelas latinoamericanas: incidencia en el rendimiento escolar. Educação e Pesquisa, 40 (4), 869-895.

Silva, A. C. (2011). Educação e tecnologia: entre o discurso e a prática. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, 19 (72), 527-554.

Sorj, B., Lissovsky, M. (2011). Internet nas escolas públicas: políticas além da política. Centro Edelstein de Pesquisas Sociais, 6, 1-40.
Publicado
2016-07-15
Cómo citar
Moreira de Camargo Barreto, L., Penatti Pipitone, M. A., Ribeiro Brandão, D. F., & Pacheco, B. (2016). Inserção de tecnologias digitais na educação básica: estudo de caso de uma escola brasileira. Revista Iberoamericana De Educación, 71(2). Recuperado a partir de https://rieoei.org/RIE/article/view/16
Sección
Artículos del especial