Proposta de dois eixos formativos para educação econômica autogestionária na educação integral

  • Adriane Drummond de Almeida Ciodaro Centro Universitário Una, em Belo Horizonte, Brasil.
  • Ediméia Maria Ribeiro de Mello Centro Universitário Una, em Belo Horizonte, Brasil.
Palabras clave: Educação Integral | Educação Econômica | Currículo | Trabalho Autogestionado

Resumen

Este trabalho consiste numa reflexão sobre a educação em tempo integral no ensino fundamental. Pretende orientar uma pesquisa de fundamentação para a proposta de um currículo visando esta formação. Este currículo tem como meta contribuir com a introdução no tempo integral de uma formação para o trabalho, segundo um modelo que privilegie a solidariedade, a autogestão e as relações no trabalho que promovam criatividade e inovação. Esta reflexão se pautou em pesquisa bibliográfica, documental e de arcabouço legal que abordaram diretrizes para uma educação integral no Brasil, em especial no debate em torno do significado da função do trabalho na formação dos adolescentes. Conduz à proposição de dois eixos inovadores, que dão um formato participativo a uma das seis temáticas contempladas na versão preliminar do documento sobre a Educação Econômica (MEC, s/d) para efetivar políticas nacionais para a educação integral: um referente à formulação de um currículo flexível, que ofereça formação para o trabalho, dentro da autonomia dispensada à educação integral. O outro propõe uma formação dialógica e democrática, em processos de aprendizagem autogestionada e com práticas emancipatórias, desde a construção dialógica de propostas e demandas, até a concretização das práticas econômicas, solidárias e cooperativas. A proposta de formação deve gerar reflexão nos diversos níveis participativos e levar à formação de atores sociais, estratégicos para suas comunidades. Para tanto, uma relação de bom entendimento e um exercício de diálogo são indispensáveis, tanto entre esses, como com os recursos, os setores e as políticas disponíveis.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Citas

ARROYO, Miguel. Indagações Sobre o Currículo 2: Educandos e Educadores: seus Direitos e o Currículo. Brasília, MEC. pp. 17-52. (Documento Técnico). Disponível em: . Acesso em 10 agosto 2013.

BRASIL/JUSBRASIL (1988). Constituição da República Federativa do Brasil, Art. 214, inc. IV, Índice Temático (Documento Técnico). Disponível em: . Acesso em 25 julho 2013.

BRASIL. Lei 10.836 de 9 de janeiro de 2004. Cria o Programa Bolsa Família e dá outras providências. Conversão da MPv nº 132, de 2003. Casa Civil. Disponível em: . Acesso em junho 2014.

BRASIL/MEC/CONGRESSO NACIONAL (2010). Plano Nacional de educação (PNE). Projeto de Lei para Decênio 2011/2020. Disponível em: . Acesso em 15 julho 2013.

CARVALHO, M. C. (2006). Cadernos CENPEC, 2, p. 7-11. (Documento Técnico). Disponível em:
CONGRESSO NACIONAL (1996). Lei de Diretrizes e Bases (Documento Técnico). Disponível em: . Acesso 25 julho 2013.

ETO, A. P. e SÁ, P. (2011). A Experiência Dentro do Processo Formador Educativo em: Froebel, Freinet e Dewey. Revista Reflexão e Ação. Santa Cruz do Sul, 19 (2), 56-74. Disponível em:
MEC. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade do Ministério da Educação (s/d). Educação Econômica e Empreendedorismo na Educação Pública: Promovendo o Protagonismo Infanto-Juvenil. Versão Preliminar. Disponível em: . Acesso em junho 2012.

MEC (s/d). Educação Econômica. Cadernos Pedagógicos Mais Educação, Vol 11. Disponível em: file:///C:/Users/Adriane/Downloads/educacaoeconomica.pdf Acesso em jun, 2014.

MEC (2012a). Manual Operacional Mais Educação. (Documento Técnico). Disponível em: . Acesso em 12 julho 2013.

MEC (2012b). Educação Integral: Entrevista com a Professora Jaqueline Moll – Observatório do Trabalho. Brasília: TV Supra. Disponível em: 1. . Acesso em 7 julho 2013.

MEC (2009). Rede Saberes Mais Educação. Pressupostos para Projetos Pedagógicos de Educação Integral (Série mais educação) 1 Ed. Disponível em: . Acesso em 21 julho 2013.

MEC/Secretaria de Educação Fundamental (1998). Parâmetros Curriculares Nacionais – PCN, Introdução. Brasília: MEC/SEF.

SENHORAS, Elói Martins. Caminhos Bifurcados do Desenvolvimento Local – As boas práticas de gestão pública das cidades entre a competição e a solidariedade. Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional, Taubaté, v. 3, n. 2, p. 3-26, maio/ago. 2007.

SILVA, D. B. (2013). A Escola e a Rua: Os vários significados atribuídos a uma Escola Integrada de Belo Horizonte. Dissertação de Mestrado, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, Brasil.
Publicado
2015-01-15
Cómo citar
Drummond de Almeida Ciodaro, A., & Ribeiro de Mello, E. M. (2015). Proposta de dois eixos formativos para educação econômica autogestionária na educação integral. Revista Iberoamericana De Educación, 67(1), 9-26. https://doi.org/https://doi.org/10.35362/rie671261
Sección
- Educación y desarrollo