Licenciados PROUNI: dificuldades no percurso acadêmico e resultados da formação

  • Vera Lucia Felicetti Centro Universitário La Salle – UNILASALLE, Brasil
Palabras clave: Licenciados Prouni; Percurso Acadêmico; Graduação

Resumen

Uma das metas do Plano Nacional de Educação é investir na formação docente. O Programa Universidade para Todos – Prouni – incentiva e investe na formação de nível superior para professores atuantes na educação básica, bem como para alunos egressos do ensino médio. Este trabalho teve por objetivo analisar as dificuldades encontradas no percurso acadêmico por licenciados Prouni, perceber como esses egressos sentem-se em relação à formação acadêmica, e identificar se estão atuando na área de formação. A metodologia usada teve enfoque qualitativo com análise textual discursiva. Entre os resultados apresentados apontam-se as dificuldades encontradas pelos estudantes durante o percurso acadêmico, tais como recursos financeiros, associar trabalho com os estudos, falta de tempo para se dedicar mais aos estudos, e a adaptação na universidade. Os resultados encontrados também indicam a satisfação do egresso em estar graduado e o incentivo que esses graduados exercem no núcleo familiar e na sociedade acerca da formação acadêmica conquistada. Evidencia-se, também, a necessidade de estudos em âmbito maior, que permitam entender como estão os licenciados no mercado de trabalho e o porquê da não atuação de muitos deles na área de formação, ou seja, como docentes. Com estudos mais abrangentes, envolvendo análises quantitativas, será possível avaliar melhor e verificar como estão os graduados dos cursos voltados para a carreira do magistério e se o investimento do Prouni em relação ao magistério está correspondendo às expectativas do Plano Nacional de Educação.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Citas

AUGUSTE, Byron; KIHN, Paul; MILLER, Matt (2010). Closing the Talent Gap:Attracting and Retaining Top-Third Graduates to Careers in Teaching. An international and market research-based perspective. Mckinsey & Company: September.

BARTH, Roland S. (1990). A personal vision of a good school. Phi Delta Kappan, n. 71, p. 512-571.

BRASIL (2005). Lei no 11.096, de 13 de janeiro de 2005 .Institui o Programa Universidade para Todos -Prouni. Presidência da República. Brasília, DF: Diário Oficial da União.Disponível em: Acesso em: 06 de 19 mar. 2010.

BRASIL (2011). O PNE 2011-2012: METAS E ESTRATÉGIAS. Disponível em: Acesso em 18 de jul. 2012.

BRASIL (2012).Comissão Especial Destinada a Proferir Parecer ao Projeto de Lei N.º 8.035, de 2010 –Plano Nacional de Educação. SUBSTITUTIVO AO PROJETO DE LEI.Disponível em: http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra?codteor=1012111&filename=Parecer-PL803510-26-06-2012. Acesso em 15 de jun. 2013.

FACEIRA, Lobelia da Silva (2009).O ProUni como política pública em suas instâncias macroestruturais, meso-institucionais e microssociais: Pesquisa sobre a sua implementação pelo MEC e por duas Universidades na Região Metropolitana do Rio.2009. 286 f. Tese (Doutorado em Educação) –Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

FELICETTI, Vera Lucia; MOROSINI, Marília Costa (2010).Do Compromisso ao Comprometimento: o estudante e a aprendizagem. Educar em Revista,Curitiba, Brasil, n.ºespecial 2, p. 23 -44. Editora UFPR.Disponível em: < http://www.redalyc.org/src/inicio/ArtPdfRed.jsp?iCve=155018479002 > e em: <

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602010000500002&lang=pt> Acesso em 26 de out. de 2011.

FERREIRA, Sérgio; VELOSO, Fernando A. (2006). Intergenerational mobility of wages in Brazil. Brazilian Review of Econometrics,v. 26, n.º2, p. 181-212.

FRANZOI, Naira Lisboa (2006). Entre a formação e o trabalho:trajetórias e identidades profissionais. Porto Alegre: Editora da UFRGS.

KNIGHT, Peter; YORKE, Mantz. Assesment, Learning and Employability.London, 2003.

MONGIM, Andréa Bayerl (2010). Título universitário e prestígio social. Percursos sociais de estudantes beneficiários do Prouni.2010. 176 f. Tese (Doutorado em Antropologia) –Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro.

MORAES, Roque; GALIAZZI, Maria do Carmo (2007). Análise Textual Discursiva.Ijuí: Editora UNIJUÍ.

MORATO, Cíntia Thais. Estudar e trabalhar durante a graduação em Música:construindo sentidos sobre a formação profissional do músico e do professor de música. Tese de Doutorado, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2009.

NARDI, Henrique Caetano (2006). Ética, trabalho e subjetividade.Porto Alegre: Editora da UFRGS.

PASCARELLA, Ernest T.; TERENZINI, Patrick T. (2005).How College Affects Students:A Third Decade of Research, v. 2. São Francisco: Jossey-Bass: A Wiley Imprint,

PEREIRA FILHO, Ednaldo da Silva (2011). Perfil de Jovens Universitários bolsistas do Prouni: um estudo de caso na Unisinos.2011. 131f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) –Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Rio Grande do Sul.

ROCHA, Maria Aparecida Marques da (2008). Processo de Inclusão Ilusória: A Condição do Jovem Bolsista Universitário.2008. 266 f. Tese (Dourado em ServiçoSocial) –Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Rio Grande do Sul.

SANTOS, Nadja Maria Codá dos (2011). Educação e PROUNI: Política de inclusão social na perspectiva transdisciplinar.2011. 221 f. Tese (Doutorado em Serviço Social) –Pontifícia Universidade católica de São Paulo, São Paulo.
Publicado
2014-01-15
Cómo citar
Felicetti, V. L. (2014). Licenciados PROUNI: dificuldades no percurso acadêmico e resultados da formação. Revista Iberoamericana De Educación, 64(1), 1-10. https://doi.org/10.35362/rie641343
Sección
- Políticas educativas