Relação família-escola: perceções de professores e pais/encarregados de educação numa escola pública em Angola

Resumen

A relação família-escola é tida, na perspetiva de professores e pais/encarregados de educação, como fundamental para o rendimento académico dos alunos e sucesso das instituições escolares, influenciando, ainda, as tomadas de decisão na gestão da escola. Porém, a sua não efetivação prática, tem sido caracterizada muitas vezes, por atribuição de culpa entre professores e encarregados de educação. Os professores culpam os pais de falta de interesse e instrução suficiente sobre como participar das atividades da vida escolar dos filhos e os pais culpam a escola de não estar preparada para a inserção da família em atividades de âmbito educativo no contexto escolar. Pretendemos analisar as perceções de professores e pais/encarregados de educação, no que tange à problemática da relação família-escola, no contexto de uma escola pública do ensino primário, primeiro e segundo ciclos do ensino secundário em Angola. Foi desenvolvido uma investigação qualitativa, com base num caso naturalista. De acordo com os resultados das entrevistas feitas aos pais e professores, conclui-se que o envolvimento da família nas ações da escola, e seu acompanhamento da escolarização dos filhos, bem como a participação da família na tomada de decisão, é considerada fundamental, contribuindo para  o bom funcionamento das instituições escolares

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor/a

Maria Luísa Branco, Universidade da Beira Interior (UBI); Universidad de Évora (UE), Portugal

CIEP-UÉvora, Centro de Investigação em Educação e Psicologia da Universidade de Évora

Citas

Afonso, N. (2014). Investigação naturalista em educação: Um guia prático e crítico. V. N Gaia, Portugal: Fundação Manuel Leão.

Alho, S. M. & Nunes, C. (2009). Contributo do diretor de turma para a relação escola-família. Revista Educação, 32(2), 150-158. Recuperado de https://bit.ly/3bqqjvj.

Amado, J. (2014). Manual de investigação qualitativa em educação. Coimbra, Portugal: Imprensa da Universidade de Coimbra.

Bardin, L. (2016). Análise de conteúdo. Lisboa, Portugal: Edições 70, Lda.

Bento, A. V., Mendes, G. R. & Pacheco, D. (2016). Relação escola-família: Participação dos encarregados de educação na escola. Investigação qualitativa em educação/atas de CIAIQ2016, 603-612. Madeira, 1. Recuperado de http://bit.ly/3caoRwj.

Bertan, L. (2007). A relação escola-família: Um espaço negado aos pais? Colloquium Humanarum, 3(2), 1-11. https://doi.org/10.5747/ch.2005.v03.n2/h023.

Bogdan, R. & Biklen, S. (1994). Investigação qualitativa em educação: Uma introdução à teoria e aos métodos. Porto, Portugal: Porto Editora.

Davies, D. (1989). As escolas e as famílias em Portugal, realidades e perspetivas. Lisboa, Portugal: Livros Horizonte.

Davies, D. (1994). Parcerias pais-comunidade-escola. Inovação, 7(3), 377-389. Lisboa, Portugal: Instituto de Inovação Educacional.

Diambo, F. P. T. (2014). Rendimento acadêmico dos alunos e papel dos pais/encarregados de educação em Angola: O caso de uma escola do ensino primário e do Iº ciclo do ensino secundário (Dissertação de Mestrado). Universidade de Évora.

Diambo, F. P. T. (2017). Relação Família e Escola: Rendimento escolar dos alunos. Luanda, Angola: Eco7.

Dias, M. (2005). Como abordar… A construção de uma escola mais eficaz. Porto, Portugal: Areal Editores, S.A.

Dessen, M. A. & Polonia, A. C. (2007). Família e escola como contextos de desenvolvimento humano. Paidéia, 17(36), 21-32. Recuperado de https://bit.ly/3ekUiGW.

Dessen, M. A. (2010). Estudando a família em desenvolvimento: desafios conceitos e teóricos. Psicologia Ciência e Profissão, 30(Esp.), 202-219. Recuperado de http://bit.ly/2OAnBtX.

Diez, J. J. (1982). Família-escola, uma relação vital. Porto, Portugal: Porto Editora.

Diogo, A. M. (2008). Investimento das famílias na escola: Dinâmicas familiares e contexto escolar local. Lisboa, Portugal: Celta Editora.

Eshetu, A. A. (2015). Parental Socio-economic status as a determinant factor of academic performance of students in regional examination: A case of Dessie town, Ethiopia. African Educational Research Journal, 3(4), 221-229. Recuperado de http://bit.ly/3rsuJr7.

Fevorini, L. B. (2009). O envolvimento dos pais na educação escolar dos filhos: Um estudo exploratório (Tese de doutoramento, Universidade de São Paulo, São Paulo). Recuperado de http://bit.ly/38k8A6Q.

Lopes, C. M. (2014). Interação família-escola: estudo comparativo entre uma escola pública e uma escola privada (Dissertação de Mestrado). Universidade de Évora.

Marques, R. (1990). A escola e os pais: Como colaborar? Lisboa, Portugal: Texto Editora.

Marques, R. (1994). Colaboração família-escola-estudo de caso. Inovação, 7(3), 357-375. Lisboa, Portugal: Instituto de Inovação Educacional.

Marques, R. (1997). Professores, famílias e projetos educativos. Lisboa, Portugal: Edições Asa.

Marques, R. (2001). Educar com os pais. Lisboa, Portugal: Editorial Presença.

Marques, R. (2002). O Director de Turma e a Relação Educativa. Lisboa, Portugal: Editorial Presença.

Marconi, M. A. & Lakatos, E. M. (2003). Fundamentos de metodologia científica. São Paulo, Brasil: Editora Atlas S. A.

Martins, A. S. (2008). A escola e a escolarização em Portugal-Representações dos imigrantes da Europa do Leste. Lisboa, Portugal: Editorial do Ministério da Educação.

Oliveira, C. B. E., & Marinho-Araújo, C. M. (2010). A relação família-escola: Interseções e desafios. Estudos de Psicologia – Campina, 27(1), 99-108. Recuperado de https://bit.ly/3t0ddec.

Reis, M. P. I. F. C. P. (2008). A relação entre pais e professores: Uma construção de proximidade para uma escola de sucesso (Tese de doutoramento, Universidade de Málaga, Málaga). Recuperado de https://bit.ly/3rtyoVt.

Rocha, I. J. (2009). Envolvimento parental (Dissertação de Mestrado). Universidade da Beira Interior.

Silva, P. (1994). Relação família-escola em Portugal. Inovação, 7(3), 307-355. Lisboa, Portugal: Instituto de Inovação Educacional.

Silva, P. (2003). Escola-família, uma relação armadilhada – Interculturalidade e relações de poder. Porto, Portugal: Afrontamento.

Sousa, M. M. & Pereira, M. T. J. S. (2014). A perceção de encarregados de educação e de professores sobre a relação escola-família nas escolas do 2º e 3º ciclos de um conselho da região centro de Portugal. Revista eletrónica de educação, 8(2), 321-344. Recuperado de http://bit.ly/3qsBasG.

Vilelas, J. (2017). Investigação: O processo de construção do conhecimento. Lisboa, Portugal: Edições Sílabo.

Zassala, C. (2012). Orientação escolar e profissional em Angola. Luanda, Angola: Mayamba Editora.

Cómo citar

Talani Diambo, F. P., & Branco, M. L. (2021). Relação família-escola: perceções de professores e pais/encarregados de educação numa escola pública em Angola . Revista Iberoamericana De Educación, 85(2), 53-71. https://doi.org/10.35362/rie8523718
Publicado
2021-03-15
Sección
- Participación de la comunidad