Modelos de Bohr e Ruterford como referencial para unificação de conceitos no ensino de ciências

  • Álvaro Becker da Rosa Universidade de Passo Fundo. Brasil
  • Cleci Werner da Rosa Luiz Universidade de Passo Fundo. Brasil
  • Marcelo Darroz Universidade de Passo Fundo. Brasil
Palabras clave: Interdisciplinaridade, termologia, modelo de Bohr

Resumen

O desenvolvimento de conceitos de forma desarticulada e independente é um dos problemas enfrentados pelos envolvidos no processo de ensino e aprendizagem no campo das ciências, além da dificuldade de relacionar os seus diversos ramos em torno de um mesmo conceito em voga. Isso favorece uma diversidade de concepções que, na verdade, apresentam um único sentido, independentemente do ramo da ciência que esteja sendo abordado. Essa falta de interdisciplinaridade, no momento de tratar de determinados conceitos dentro de uma disciplina escolar, principalmente nos ensinos fundamental e médio, tem levado o aluno a memorizar conceitos, leis e fórmulas de modo desarticulado, distanciados entre si, muitas vezes, vazios de significados. Esse tem sido, por exemplo, o caso do ensino da Física, que, ao desenvolver conceitos comuns a outras disciplinas, como Química, Matemática, Biologia, entre outras, aborda-os de maneira a não estabelecer a interrelação das ciências, caracterizando-os como pertencentes apenas aos seus domínios. Com base em tal constatação, buscou-se demonstrar como essa interrelação entre as ciências é possível, evidenciando que um mesmo objeto pode servir de modelo ao ensino de Física, Química e Biologia. O trabalho realizado limitou-se aos conceitos envolvidos no estudo da termologia e presentes no ensino dessas três disciplinas. Desse modo, chegou-se a um referencial único para todas elas, por meio do qual se propõe abordar os tópicos de temperatura, zero absoluto, calor, dilatação, mudança de estado físico, energia interna, entre outros. Os referenciais propostos pelo estudo e adotados nos modelos construídos foram os dos átomos desenvolvidos por Bohr e Rutherford no início do século XX. A proposta é que, com base nesses modelos, se abordem os tópicos mencionados, de forma a contemplar a interdisciplinaridade, permitindo que os alunos construam um único conceito dos fenômenos envolvidos e que ele sirva para Física, Química e Biologia, evidenciando que a ciência é única e indissociável

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Cómo citar

Becker da Rosa, Álvaro, Werner da Rosa Luiz, C., & Darroz, M. (2014). Modelos de Bohr e Ruterford como referencial para unificação de conceitos no ensino de ciências. Revista Iberoamericana De Educación, 66(1), 1-10. https://doi.org/10.35362/rie661296
Publicado
2014-09-15
Sección
- Didáctica de las Ciencias y la Matemática